Not every channel we reach is dead


Damon Albarn
Originally uploaded by Stuart Murdoch.

Para os menos atentos, é de lembrar que este sábado, dia 25 de Março, vai ser transmitido na 2:, às 00:45h, um dos concertos que os Gorillaz deram este ano em Manchester. Esta prenda da 2: surge numa altura em que o tão prometido DVD do evento, realizado na Manchester Opera House, está prestes a sair. Descrito como um dos momentos mais altos da pop dos últimos anos, qualquer uma das noites em Manchester contou com a presença de um rol de ilustres convidados que encheram por completo o palco do teatro mancuniano. Existem de facto momentos de rara beleza e perfeição na interpretação dos Gorillaz ao vivo, os quais ficam a dever-se a convidados tão ilustres como os De la Soul ou Ike Turner. Os Gorillaz, encontramo-los desta vez bem na frente do palco, sem jogos de sombras ou animações holográficas. Sentado ao piano, Damon Albarn conduz um conjunto de músicos que executa fielmente o album Demon Days e se estende até ao b-side 'Hong Kong', momento em que Damon caminha até ao mic para receber o aplauso da noite. Destaques maiores, a interpretação de 'Dirty Harry' com a participação de um incontável coro infantil, que dança quando ouve um " Are you ready ? " de Miho Hatori; a passagem de 'Don't get lost in heaven' para 'Demon days' que resulta melhor do que no album, com a sumptuosidade gospel de um Manchester Gospel Choir, saídos de um album dos Spiritualized; o solo ao piano do mítico Ike Turner; a entrada fora de tempo de Shaun Ryder, que só alimentam ainda mais o mito de um concerto imperdível e que daqui a alguns anos será seguramente visto como histórico. No final, 'Latin Simone' ou o reencontro com Ibrahim Ferrer.

Para amanhã testemunhar. Serviço público acompanhado de um cappuccino.

« Are we the last living souls ? »